Ministro da Defesa faz ameaça e condiciona eleições de 2022 ao voto impresso

General Braga Netto, ministro da Defesa (Crédito: Marcello Casal Jr./Agência Brasil )

O ministro da Defesa, Walter Braga Netto, enviou um recado no último dia 8 ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), com a ameaça de que não haverá eleições em 2022 se o voto impresso e auditável não for aprovado pelo Congresso. De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, o general estava acompanhado dos chefes militares do Exército, da Marinha e da Aeronáutica.

Para interlocutores, Lira teria dito que a situação é “gravíssima” e via o recado como uma “ameaça de golpe”. Após receber o aviso, o deputado falou com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Na conversa, Lira afirmou que não apoiará qualquer ato de ruptura institucional.

Já o presidente teria respondido que nunca havia defendido um golpe. Para ministros do STF, a ameaça não passa de um blefe para tentar evitar a investigação de militares pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid.

IstoÉ
11:20:03

2 Comments

  1. Esse é mais um general babaca que foi colocado no poder para proteção do bozo e está fazendo sua parte porque de resto, com todos os outros, NADA FIZERAM PELO PAÍS a não ser aceitar os descalabros desse presidente, e claro mentiu como de costume que nunca defendeu o golpe.

  2. Quando fica mais claro que o lema do exercito mudou de “braço forte, mão amiga” pra “braço ligeiro, mão leve” Vem Braga Neto vomitar golpismo, pra não escancarar que as FF AA são coniventes com corrupção da Covaxin! Braga Neto, o bragadá tá desesperado vive em pânico, sabe que mais cedo ou mais tarde seu nome aparecerá na CPI! A corrupção chegou no alto comando das forças armadas e vários militares estão envolvidos diretamente na Mega corrupção da Covaxin!!

    #VacinaParaTodosNoSUS

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *