Pacheco aborda a “cultura do ódio”.

Rodrigo Pacheco (bbc)

cnn

“Uma cultura de ódio que está acabando com o Brasil e precisamos conter”


O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), disse, nesta quarta-feira (24), que a democracia brasileira precisa ser defendida e que existe uma cultura de ódio fomentada por ataques virtuais, enquanto problemas reais estão sendo deixados de lado.

Segundo Pacheco, há “uma cultura de ódio que está acabando com o Brasil e precisamos conter” ao citar o “uso indiscriminado e indevido de meios digitais para atacar o outro. Isso não é fazer política”.

Ele criticou ainda, de maneira indireta, as manifestações a favor do presidente Jair Bolsonaro, dizendo que agir contra a institucionalidade não reflete “amor ao Brasil”. Disse ainda que “não é colocando uma camisa da CBF” ou “sair xingando o STF ou a política brasileira” que os manifestantes ajudarão o país.

Enquanto isso, segundo o senador, pautas reais estão sendo deixadas de lado, e citou problemas como inflação, desemprego, alta dos juros, violência, crise hídrica e energética. “Não conseguimos equilibrar valores se não houver um ambiente mínimo de pacificação nacional”, disse.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *