Servidora do Hospital das Forças Armadas é condenada a detenção por mostrar dedo médio a militares

Uma técnica de enfermagem do Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, foi condenada a sete meses de detenção por injúria e desacato. Segundo o processo, ela mostrou o dedo do meio para dois militares durante uma briga, em uma faixa de pedestres, dentro da unidade de saúde.

A decisão é do Superior Tribunal Militar (STM), que manteve sentença de primeira instância, e foi divulgada em setembro. No processo, a defesa da servidora do hospital disse que a situação foi um “mero desentendimento isolado”.

Segundo o STM, a confusão ocorreu na manhã de 19 de abril de 2019. A técnica de enfermagem estava no carro, dirigindo, quando uma major atravessou a faixa de pedestres. De acordo com a ação, a motorista freou bruscamente e foi advertida pela militar.

Em seguida, conforme o processo, a servidora mostrou o dedo médio para a major e saiu em disparada. A ação afirma ainda que, momentos depois, um outro soldado repreendeu a profissional de saúde pelo ocorrido, e que ela também mostrou o dedo do meio para ele.

Segundo o processo, a mulher desceu do carro e disse “palavras ofensivas e intimidadoras” para o militar. Ela o chamou de “moleque”, “covarde”, e disse que dentro do HFA ele podia “se achar”, mas que fora do hospital militar, ela resolveria com ele.

G1
16:00:02

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *