Polícia Ambiental prende homem por posse de munições e medicamentos controlados, em Rancharia

Medicamentos de uso controlado foram apreendidos durante a ação policial — Foto: Polícia Ambiental

Um homem de 62 anos foi preso nesta quarta-feira (14) por posse de munições e de medicamentos de uso controlado, em Rancharia. Além disso, ele também deverá responder pela manutenção de ave silvestre em cativeiro.

Durante a operação “Proteção às Florestas” três equipes da Polícia Ambiental foram até uma residência, no Centro, para averiguar uma denúncia anônima sobre pássaros da fauna silvestre em cativeiro.

Quando chegaram ao local, os policiais fizeram contato com o morador, que ficou ciente da denúncia e autorizou a entrada das equipes para uma vistoria. Na casa foram encontrados um papagaio-verdadeiro em cativeiro, além de 150 munições de calibre 22, cinco munições de calibre 16 e 20 munições de calibre 12.

Além disso, os militares localizaram vários medicamentos de uso proibido no Brasil voltados a disfunção erétil, emagrecimento e problemas urológicos.

Como não possuía documentação das munições e dos medicamentos, o envolvido foi encaminhado à Delegacia da Polícia Civil junto aos objetos aprendidos. Na unidade policial foi ratificada a prisão do homem, que ficou à disposição da Justiça.

Conforme a polícia, ele deve responder pelo crime previsto no artigo 273, parágrafo 1º e 1º-B do Código Penal, que fala sobre “falsificar, corromper, adulterar ou alterar produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais”. A pena para esse tipo de crime é de reclusão de 10 a 15 anos.

Ainda por parte do Policiamento Ambiental foi lavrado um Auto de Infração Ambiental em desfavor do envolvido por manter espécime da fauna nativa em cativeiro no valor de R$ 500.

A ave ficou depositada com o infrator, pois não havia outro local para destinação.

G1/Prudente
09:20:01

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *