O que é a Síndrome do Intestino Permeável e 5 Motivos pelos quais ela Ocorre

Você pode não saber tudo sobre os seus intestinos, mas uma coisa tem certeza…

O que está lá dentro, DEVE PERMANECER LÁ DENTRO!

Mas no mundo moderno, isso nem sempre acontece.

Tem se tornado cada vez mais comum a síndrome do intestino permeável (ou hiperpermeabilidade intestinal), na qual os conteúdos dos seus intestinos “vazam” para a corrente sanguínea.

É algo que causa muitos problemas, pois estamos falando de toxinas e bactérias, por exemplo.

E a última coisa que queremos é que elas cheguem à nossa circulação! O resultado são doenças autoimunes e alergias, por exemplo.

Por que a síndrome do intestino permeável ocorre?

Intestinos saudáveis devem ter uma camada de células epiteliais, ligadas por proteínas, que são uma parede natural de contenção.

Nessas proteínas existe uma junção, chamada “junção estreita”, que regula o que pode ou não passar para sua corrente sanguínea.

Afinal, alguns nutrientes precisam passar, enquanto o que é ruim deve ficar retido e ser eliminado depois.

Mas quando essa parte não funciona bem, bactérias, toxinas e antígenos acabam passando, o que caracteriza a síndrome do intestino permeável.

O que causa a síndrome do intestino permeável?

Veja os principais motivos:

1 – Disbiose intestinal

Nossos intestinos estão cheios de bactérias, que preferencialmente devem ser “bactérias boas”, ou seja, as que ajudam nos processos digestivos e aumentam nossa imunidade.

Mas quando há desequilíbrio, o número de bactérias benéficas é prejudicado e aumentam as bactérias causadoras de doenças.

Essa disbiose intestinal é uma das causas da síndrome do intestino permeável.

2 – Estresse crônico

No mundo moderno, estamos expostos ao estresse o tempo todo.

Essa continuidade faz com que nosso organismo secrete os hormônios relacionados às situações estressantes em excesso, como o cortisol.

Além de causar inúmeros outros danos, esse problema resulta em prejuízos para a flora intestinal, aumentando seu risco de vazamento nos intestinos.

Clique aqui para ver uma lista de artigos sobre o estresse.

3 – Predisposição genética

Algumas pessoas têm predisposição genética à síndrome do intestino permeável.

Isso não significa que elas têm 100% de chance de ter o problema…

Tudo depende das condições ambientais e hábitos de saúde.

Quando não favoráveis, eles podem de fato ativar essa predisposição e gerar a hiperpermeabilidade.

Por isso, viva da forma mais saudável possível!

4 – Toxinas ambientais e dos alimentos

Atualmente várias toxinas chegam ao nosso corpo através da poluição ambiental, dos alimentos e da água.

São metais pesados e outros químicos perigosos que prejudicam nossos intestinos (e todo o corpo).

Então, tome sempre água filtrada, de preferência em um filtro de osmose reversa, para evitar um pouco dessas toxinas.

Outras medidas são:

  • Consumir alimentos orgânicos.
  • Evitar consumo excessivo de álcool.
  • Cigarros e outras drogas também são toxinas que prejudicam seus intestinos, sem falar dos outros problemas que você já sabe bem.

5 – Alimentação ruim

Grãos e óleos refinados feitos com eles (soja, canola, etc.), açúcar, carboidratos refinados em geral, excesso de aditivos alimentares…

Tudo isso praticamente destrói a sua flora intestinal, prejudicando também a permeabilidade intestinal.

Então, tenha atenção a essas possíveis causas e as evita ao máximo.

Assim você evita também a síndrome do intestino permeável e as doenças decorrentes dela.

Para saber se você já está apresentando o problema, a dica é ficar de olho nos sintomas. Clique aqui para saber quais são.

Supersaúde!

14:00:02

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *