Nos EUA, juíza determina que Musk testemunhe na investigação da SEC sobre compra do Twitter

Início » Blog » Nos EUA, juíza determina que Musk testemunhe na investigação da SEC sobre compra do Twitter

A juíza federal dos Estados Unidos do distrito Norte da Califórnia, Laurel Beeler, determinou que o empresário Elon Musk, CEO da Tesla e do X (antigo Twitter), testemunhe novamente na investigação da Securities and Exchange Commission (SEC), o órgão regulador do mercado de valores mobiliários dos Estados Unidos, sobre a compra do Twitter. Musk já testemunhou duas vezes sobre o assunto, mas não compareceu à terceira sessão. Ele argumenta que os pedidos da SEC eram “irracionais e perturbadores”.

Na decisão, Beeler afirmou que a SEC tem autoridade para emitir uma intimação, que a “evidência é relevante e material para a investigação da SEC, e o testemunho não é indevidamente oneroso”.

Os advogados de Musk não responderam aos pedidos de comentário da Dow Jones Newswires até o fechamento deste texto.

A SEC está investigando se Musk cometeu fraude civil ao não divulgar seus planos para o Twitter (agora chamado de X) quando comprou suas ações entre janeiro e abril de 2022.

O primeiro depoimento de Musk à SEC foi concedido em julho de 2022, mas o órgão tem solicitado depoimentos adicionais desde que recebeu “milhares de novos documentos” sobre o caso.

A SEC afirma que quer perguntar a ele sobre as novas informações recebidas após seu depoimento anterior. Estadão Conteúdo

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rodo Motos
SM
Agropecuária-COnfiança-1
bdacc542-04d3-4802-82a7-536288efbb5a
ROBERLEI-CANDIDO-DE-ARAUJO