Instituto dá dicas para pais evitarem problemas ao comprar brinquedos

Verificar a classificação etária e procurar marcas e lojas de confiança são algumas dicas do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) para evitar problemas na compra de brinquedos para o Dia das Crianças, comemorado nesta segunda-feira.

“A primeira orientação é verificar se a classificação etária corresponde à criança. Tem produtos que não são adequados para crianças abaixo de certa idade. O objetivo é evitar problemas como de ingestão de peças pequenas”, destaca o advogado do instituto Igor Marchetti.

Marchetti lembra que é importante o brinquedo ter o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). “O Inmetro é o instituto responsável por classificar e garantir a segurança, com vários testes.”

Segundo o advogado, comprar de marcas conhecidas não é garantia que o brinquedo não causará danos, mas abre a possibilidade de ter atendimento no caso de uma reclamação. “Optar por empresas que tem a identificação, contato para que eventuais problemas possam ser reparados e defeitos possam ser consertador mediante questionamento”, diz.

Após a compra, o advogado explica que é importante que os pais leiam o manual de instruções e acompanhem a criança, para ver se o produto corresponde ao apresentado na embalagem. “ O controle e acompanhamento dos pais é muito importante no momento da brincadeira. Não é só entregar o brinquedo para os seus filhos”, ressalta.

Em caso de problemas, Marchetti explica que é possível pedir a troca do produto ou a devolução do valor pago em um prazo de 90 dias após a identificação do defeito. Segundo ele, o Idec tem recebido reclamações especialmente em relação a brinquedos eletrônicos, como a bateria que não carrega mais depois do um mês de uso.

Agência Brasil
10:15:02

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: