Críticas a Netanyahu após promessa de anexação de parte da Cisjordânia

A promessa do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu de anexar grande parte da Cisjordânia se tiver êxito nas eleições da próxima semana foi considerada insuficiente, retórica ou perigosa por seus adversários políticos em Israel.

Netanyahu anunciou que, se continuar liderando o governo, implementará um plano para anexar as colônias judaicas – mas não os povoados e cidades árabes – localizadas no vale do Jordão.

Na terça-feira, Netanyahu teve que interromper um comício na cidade de Ashdod, entre Tel Aviv e a Faixa de Gaza, em razão de disparos de foguetes do Hamas que ativavam as sirenes de alarme. Os foguetes foram interceptados pelo sistema antimísseis “Iron Dome” e não causaram danos.

Seu plano de anexação, anunciado a poucos dias das eleições, recebeu o apoio dos partidos de direita próximos ao seu partido, o Likud, mas seus adversários políticos o criticaram.

AFP
12:20:02

1 Comment

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *