Venha todo mundo pra festança junina do Colégio Escoteco!

🌽🎉 Ô trem bão, sô! Venha todo mundo pra festança junina do Colégio Escoteco! 🎉🌽

Pula fogueira iaiá, acende a fogueira ioiô! No dia 8 de junho, sábado, o arraiá mais arretado da região vai acontecer no Venceslau Clube. Traz a família, os amigos e até o cachorro, porque aqui o trem é bão demais!

Vai ter quadrilha, fogueira, muita música caipira, comidas típicas de dar água na boca, cadeia, correio elegante, sorteios e a famosa quadrilha do 3ºçeirão!

Não vai ficar de fora, sô!

📅 Data: 8 de junho, sábado
⏰ Horário: A partir das 19h
🏠 Local: Venceslau Clube

Vai perder, cumpadi? Vai nada! Arrasta o pé e vem pro Venceslau Clube se esbaldar na alegria junina!
Sô arretado! 🎶👢🤠

TSE define regras para julgar fraude à cota de gênero;

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou, nesta quinta-feira, 16, uma súmula que reúne regras para coibir fraude à cota de vagas para candidatas mulheres. A decisão da corte tem que ser seguida por partidos, candidatos e pela própria Justiça Eleitoral nas eleições municipais deste ano. O pleito para eleger prefeitos, vice-prefeitos e vereadores das cidades brasileiras ocorrerá nos dias 6 e, em caso de segundo turno, 27 de outubro.

Defendendo a medida, o presidente da Corte e relator do caso, ministro Alexandre de Moraes, disse que o direcionamento é importante para que os tribunais regionais eleitorais e os juízes de “todo o território nacional” possam aplicar um mesmo entendimento em casos de fraudes à cota de gênero.

Ainda de acordo com o magistrado, visto que “nas eleições municipais há um número muito maior de fraude do que nas eleições gerais”, a norma conduz os próprios partidos à formulação de uma lista de candidatos e candidatas a fim de evitar “surpresas”. EC

 

Tony Ramos passa por cirurgia no cérebro; estado de saúde é estável

O ator Tony Ramos, de 75 anos, foi internado nesta quinta-feira (16) no Hospital Samaritano Botafogo, no Rio de Janeiro, para tratar um sangramento no cérebro.

De acordo com boletim médico divulgado pelo hospital, o ator foi submetido a uma cirurgia de drenagem de hematoma subdural. O estado de saúde é estável.

Novo boletim médico deve ser divulgado na tarde desta sexta-feira (17).

O Teatro da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (Tuca) informou, nas redes sociais, o cancelamento das sessões – dos dias 17,18 e 19 de maio – da peça “O que só sabemos juntos”, encenada por Tony Ramos e a atriz Denise Fraga.  Agência Brasil

 

Aeroporto da capital gaúcha está fechado por tempo indeterminado

A concessionária do Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, a Fraport Brasil–Porto Alegre, negou que as operações do terminal voltarão em setembro deste ano, conforme divulgado por veículos de imprensa. As instalações do aeroporto e a pista de pouso foram inundadas desde o início deste mês, após as fortes chuvas que atingem o estado desde o fim de abril. O aeroporto continua alagado.

Em nota divulgada nesta quarta-feira (14) [ https://portoalegre-airport.com.br/pt/noticias/esclarecimento-operacao-do-aeroporto-100705 ], a empresa que tem a concessão para operar o terminal da capital gaúcha informou ainda que as operações seguem suspensas por tempo indeterminado e não deu previsão de quando voltarão. “No momento, não temos uma estimativa dos danos causados pela enchente. Após as águas baixarem, teremos condições de avaliar em detalhes os impactos na infraestrutura aeroportuária.”

O informe destaca que segue válido até 30 de maio o documento com informação de restrições aeronáuticas chamado de NOTAM (sigla em inglês para Notice to Airman), ou Aviso para Aeronavegantes, emitido em 6 de maio.

A Fraport Brasil, em conjunto com o Ministério de Portos e Aeroportos (MPor), tem estudado a oferta de voos comerciais para o transporte de passageiros a partir de Base Aérea de Canoas, administrada pela Força Aérea Brasileira (FAB). A unidade militar fica a cerca de 30 km do Aeroporto Internacional de Porto Alegre. Agência Brasil

 

Moradores de 59 cidades do RS já podem pedir o saque calamidade do FGTS; veja regras

Ruas alagadas em Porto Alegre 13/05/2024 REUTERS/Diego Vara

Os trabalhadores residentes em 59 cidades do Rio Grande do Sul já estão autorizados a solicitar o saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) por calamidade.

A Caixa informou que o benefício foi liberado nesta quinta-feira para outros 17 municípios do RS afetados pelas enchentes no estado, elevando o número de cidades cidades gaúchas que podem fazer a solicitação do saque calamidade pelo aplicativo FGTS.

Veja aqui a lista completa de cidades habilitadas para o saque por motivo de  calamidade.

O valor máximo para retirada é de R$ 6.220,00 por conta vinculada, limitado ao saldo da conta. Veja aqui todas as regras. Para ter acesso ao recurso, é necessário que o trabalhador possua saldo na conta do FGTS.

Como solicitar o saque FGTS

O caminho para solicitar o saque no App FGTS é: “Solicitar seu saque 100% digital” ou no menu inferior “Saques” e selecionar “Solicitar saque”:  Clicar em “Calamidade pública” — Informar o nome do município e selecionar na lista – Selecionar o tipo do comprovante de endereço e digitar o CEP e número da residência.

Os documentos necessários para o saque são:

  • Carteira de Identidade – também são aceitos carteira de habilitação e passaporte – sendo necessário o envio frente e verso do documento;
  • Selfie (foto de rosto) com o mesmo documento de identificação aparecendo na foto
  • Comprovante de residência em nome do trabalhador: conta de luz, água, telefone, gás, fatura de internet e/ou TV, fatura de cartão de crédito, entre outros) emitido até 120 dias antes da decretação de calamidade
  • Não sendo possível a validação, o cidadão deverá apresentar uma declaração do município atestando que o trabalhador é residente na área afetada
  • Certidão de Casamento ou Escritura Pública de União Estável, caso o comprovante de residência esteja em nome de cônjuge ou companheiro(a)

Ampliação do seguro-desemprego

Também foi publicada portaria que autoriza o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) conceder a ampliação do benefício do seguro-desemprego aos trabalhadores com domicílio em municípios do Rio Grande do Sul atingidos pelas enchentes.

A liberação financeira para pagamento do benefício é de até R$ 875.770 milhões, que corresponde ao pagamento adicional de até duas parcelas a até 245.563 trabalhadores habilitados. A média do valor da parcela é de R$ 1.782,50. IstoÉ Dinheiro

 

Sem ganhador, Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 30 milhões

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.725 da Mega-Sena, que foram sorteadas, em São Paulo.

Foram sorteados os números 02 – 10 – 32 – 33 – 38 – 47. A quina teve 41 apostas ganhadoras que irão receber R$ 54.241,82 cada. A quadra, com 3.204 apostas ganhadoras, pagará R$ 991,57.

O próximo sorteio será no sábado (18) com prêmio estimado em R$ 30 milhões.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa, em todo o país ou pela internet.

O jogo simples, com seis números marcados, custa R$ 5. Agência Brasil

 

 

São Paulo faz seu pior jogo com Zubeldía e empata com Barcelona pela Libertadores

O São Paulo ficou no empate sem gols com o Barcelona de Guayaquil, nesta quinta-feira, no MorumBis, pela quinta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. Foi a pior partida da equipe tricolor sob o comando do técnico Luis Zubeldía, que fez seu sétimo jogo como técnico são-paulino. Ansioso e com jogadores mal tecnicamente, os donos da casa não foram capazes de encontrar alternativas e confundiram objetividade com pressa. EC

 

RS: governo planeja ‘cidades provisórias’ para abrigar milhares de pessoas após enchentes

Valderci Trindade, que perdeu a casa pelo alagamento em Porto Alegre, tenta resgatar objetos 14/04/2024 REUTERS/Diego Vara
Valderci Trindade, que perdeu a casa pelo alagamento em Porto Alegre, tenta resgatar objetos 14/04/2024 REUTERS/Diego Vara

Com cerca 77 mil pessoas vivendo em abrigos, a maior parte em locais improvisados como ginásios de esporte, escolas ou igrejas, que, em algum momento, terão que ser esvaziados, o governo do Rio Grande do Sul planeja criar pelo menos quatro “cidades provisórias” com estruturas temporárias na região metropolitana de Porto Alegre para abrigar milhares de pessoas que hoje lotam os abrigos espalhados pelo Estado assolado por enchentes.

Mas, mesmo quando as águas baixarem, muitas dessas estruturas não terão condições de voltar para casa devido aos estragos causados pelas enchentes que mataram ao menos 151 pessoas.

De acordo com o vice-governador do Estado, Gabriel Souza, a intenção é construir estruturas temporárias com dormitórios individuais e áreas comunitárias, como banheiros, cozinha, lavanderia, espaço para crianças e animais de estimação, para funcionarem enquanto os desabrigados não têm para onde ir.

A conta do governo do Estado, com base em outros eventos climáticos que deixaram parte da população desabrigada, é que a maior parte das pessoas que estão em abrigos não precisarão dessa estrutura, e que restaria cerca de 15% para esses locais. Mas o vice-governador admite que o número pode ser maior, dada a proporção das inundações.

“As pessoas ou vão voltando para casa ou vão pegando políticas como aluguel social dos governos, vão para casa de amigos, vão se virando, ou por conta do governo, ou por conta própria. Mas vai sobrar um saldo de pessoas que, infelizmente, não têm para onde ir e são obrigadas a ficar naquela condição”, disse ele em entrevista à Reuters.

O governo do Estado procura áreas que não corram novo risco de alagamento nas cidades onde há mais desabrigados, que são Porto Alegre, Canoas, São Leopoldo e Guaíba. Nas três primeiras, disse Souza, já há espaços previstos. Em Guaíba, ainda não foi definido um local pela dificuldade de encontrar áreas disponíveis que não correm risco de inundação.

Essas quatro cidades concentram cerca de 51 mil dos 77 mil desabrigados, o que representaria, em uma avaliação otimista, quase 8 mil pessoas em necessidade desses abrigos temporários.

“A gente só vai saber ao certo quando tivermos a baixa das águas, porque hoje ainda a gente não consegue nem acessar muitas regiões mais densamente povoadas, porque simplesmente estão submersas as casas”, disse o vice-governador.

Além dos desabrigados, as chuvas no Rio Grande do Sul também deixaram quase 540 mil pessoas desalojadas, que tiveram de sair de suas casas, mas não precisaram recorrer a abrigos. IstoÉ

 

Bom dia

Últimas notícias

BOLSONAROS NO RIO GRANDE DO SUL
O prefeito de Bento Gonçalves (RS), Diogo Segabinazzi Siqueira (PSDB) recebeu, nesta quinta-feira, 16, o vereador do Rio de Janeiro (PL), Carlos Bolsonaro. O político compartilhou nos stories de seu perfil no Instagram imagens dele junto ao filho do ex-presidente Jair Bolsonaro. De acordo com o jornal Metrópoles, Carlos chegou à cidade na quarta-feira, 15 e seguirá para Porto Alegre, onde encontrará o irmão, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL). ESTADÃO CONTEÚDO

CORREIOS NÃO ESTÃO RECENDO ROUPAS PARA O RS
Os Correios anunciaram que não estão mais recebendo doações de roupas para os desabrigados do Rio Grande do Sul. As agências continuam recebendo doações de outros tipos de produtos e encaminhando para os desabrigados. Mas, o recebimento de outros produtos doados continua, especialmente água mineral, alimentos da cesta básica, ração para pets, itens de limpeza e itens de higiene pessoal. ESTADÃO CONTEÚDO

MORRE CRIADOR DO GRUPO CHICLETE COM BANANA
Edmilson de Amorim Ferreira, o Missinho, morreu aos 64 anos nesta quinta-feira, 16, em Salvador. O cantor foi um dos fundadores e o primeiro vocalista da banda de axé Chiclete com Banana, e fez parte do grupo entre 1980 a 1986. De acordo com a família, a causa da morte foi falência múltipla dos órgãos. Missinho foi internado no início de maio no hospital Roberto Santos, em Salvador, com uma crise renal. O quadro foi agravado por conta da diabetes. Anteriormente, o cantor já tinha passado três meses hospitalizado. ESTADÃO CONTEÚDO

Mega-Sena acumula e próximo prêmio vai a R$ 30 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas sorteadas hoje no concurso 2725 da Mega-Sena. Os números sorteados foram 02 – 10 – 32 – 33 – 38 – 47.

O próximo concurso será realizado no sábado, com prêmio estimado de R$ 30 milhões.

41 apostas acertaram cinco dezenas e ganharam R$ 54.141,82. Houve 3.204 jogos vencedores com quatro números; cada um deles fatura R$ 991,57. UOL


Ouça agora: 163webradio.com

Fluminense se classifica em primeiro no seu grupo da Libertadores

O Fluminense venceu o Cerro Porteño (PAR) por 2 a 1, nesta quinta-feira (16), no Maracanã, e assegurou tanto a classificação antecipada às oitavas de final da Copa Libertadores como também o primeiro lugar no Grupo A.

O Tricolor foi aos 11 pontos. Cerro e Colo-Colo (CHI) estão com cinco, mas os paraguaios levam vantagem nos critérios de desempate. O lanterna da chave é o Alianza Lima (PER), com quatro.

A última partida do Flu na fase de grupos será contra o Alianza Lima. O jogo acontece no próximo dia 29, no Maracanã, com os cariocas já classificados. UOL

Closet Calçados muda para a avenida João Pessoa

Na legenda da foto coloca. Nova Closet Calçados. TM/AMN

O empresário Douglas Barbi promoveu a mudança da loja Closet Calçados da avenida Princesa Isabel (próximo ao semáforo) para um dos prédios construídos pela Matsuura Incorporadora na avenida João Pessoa.

A loja agora tem um design arquitetônico moderno, espaçoso e confortável.

Barbi, proprietário de outras três lojas em Presidente Venceslau, revelou ao nosso blog que desde a mudança houve um aumento significativo na visita dos clientes, demonstrando-se satisfeito com os resultados.

A Closet Calçados é uma representante da marca Lupo e está localizada em frente à Desfran. Ainda neste mês, Barbi iniciará a mudança da Store Exclusiva Hering para o prédio adjacente.

Com essa nova configuração, duas de suas lojas estarão situadas na avenida João Pessoa

Rússia não tem forças suficientes para avanço em profundidade na Ucrânia, diz Otan

A Rússia não possui forças suficientes no terreno para realizar um avanço em profundidade na Ucrânia, após lançar um ofensiva na região de Kharkiv, afirmou um alto comandante da Otan nesta quinta-feira (16).

“Os russos não possuem os efetivos necessários para realizar um avanço estratégico (…) Além disso, não têm a destreza nem a habilidade para fazê-lo’, declarou à imprensa o general americano Christopher Cavoli, Comandante Supremo das Forças Aliadas da Otan na Europa. AFP

 

Brasil garante cinco skatistas na semifinal do qualificatório olímpico em Xangai

O Brasil teve quase 50% de aproveitamento no primeiro dia de disputa no Olympic Qualifier Series de Xangai, na China, que vale pontos na disputa por vagas para Paris-2024 nas categorias street e Park. Dos 11 atletas do País nesta quinta-feira, cinco avançaram às semifinais: Isadora Pacheco, Dora Varella, Raicca Ventura, Felipe Gustavo e Giovanni Vianna.

Apesar de ser um qualificatório para Paris-2024, a competição na China não define direto quem serão os representantes brasileiros – o número máximo de vagas por categoria é de três na França. Mas garante preciosos pontos na corrida por vaga. Além de Xangai, haverá outro Olympic Qualifier Series, em Budapeste, na Hungria, entre 20 e 23 de junho.

A pontuação somada nos Olympic Qualifier Series se junta com a média da primeira fase, que envolveu as quatro competições principais, incluindo os mundiais, com descarte da nota mais baixa. No fim, serão definidos os três skatistas de cada País.

Nomes mais bem ranqueados na categoria Park feminina, Isadora Pacheco, Dora Varella e Raicca Ventura foram bem nesta quinta, avançando no Top 10 das semifinais. Isadora fez 74,15 pontos na primeira volta, avançando com a sexta melhor nota do dia.

“Eu estava bem nervosa, mas tentei me manter calma, respirar bastante e imaginar minha linha. Me imaginar saindo com o skate na mão. E deu tudo certo. Consegui garantir na primeira volta”, celebrou Isadora.

Dora Varella veio logo a seguir, em sétimo, com 72,03 pontos somados na segunda passagem, enquanto Raicca fez o nono resultado do dia, com 69,05 pontos, também na primeira volta. Como apenas as oito melhores da semifinal se garantem na decisão, ela terá de melhorar ao menos uma posição.

“Acho que todo mundo estava um pouco nervoso, são só dois dias de treinos. A gente pensava que era muito pouco, só que na hora todo mundo acertou e foi bom”, afirmou Raicca. “Eu tentava só relaxar, lembrar de curtir, me divertir e andar de skate, que é muito bom. Foi isso que me deixou mais tranquila e me fez acertar a volta”, completou Dora.

Além do trio, o País ainda teve na pista Yndiara Asp, que acabou batendo as costas e somou somente 52,50, terminando no 19º posto, e Fernanda Tonissi em 29º, com 42s16.

No masculino, pela categoria street, Felipe Gustavo se garantiu na nona colocação, com 83,42 pontos, enquanto Giovanni Vianna obteve a 16ª e última vaga da semifinal, com 81,95.

“Hoje o dia foi bem quente, estava bem acirrado, todo mundo andando demais. As notas foram bem altas, de todo mundo que passou. Isso é bem difícil de acontecer”< reconheceu Giovanni, que celebrou “estar bem focado.”

Os outros quatro representantes verde e amarelo ficaram em posições ruins: Filipe Mota (21º com 79s19), Gabryel Aguilar (25º com 78,59), Kelvin Hoefler (31º com 68,44) e Lucas Rabelo (37º com 52,47). EC

 

Anvisa endurece regras para prescrição de zolpidem por relatos de uso abusivo e efeitos adversos

Na quarta-feira, 15, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou resolução que endurece as regras para a prescrição do zolpidem, medicamento indicado para tratamento de insônia. Disponível há mais de 30 anos no mercado, o fármaco ganhou popularidade nos últimos anos pela facilidade na prescrição médica em relação às outras medicações para mesma finalidade e também pelos relatos de efeitos colaterais, como amnésia e alucinações.

Com a nova resolução, qualquer medicamento contendo zolpidem deverá ser prescrito por meio de Notificação de Receita B (azul), já que o produto faz parte da lista de substâncias psicotrópicas englobadas pela norma de substâncias controladas no Brasil.

A receita tipo B exige que o profissional prescritor seja previamente cadastrado na autoridade local de vigilância sanitária.

Anteriormente à mudança, o zolpidem já fazia parte da lista de psicotrópicos, porém uma parte específica do texto anterior flexibilizava a restrição, dando brecha para que medicamentos com até 10 mg de zolpidem por unidade posológica fossem considerados equivalentes aos medicamentos da Lista de Substâncias Sujeitas a Controle Especial. Assim, ele podia ser prescrito por meio da receita branca de duas vias, cujo controle é menos rigoroso por não exigir que o profissional prescritor seja previamente cadastrado pela agência sanitária.

De acordo com a Anvisa, a medida foi adotada a partir do aumento de relatos de uso irregular e abusivo relacionados ao zolpidem. “A análise conduzida pela Anvisa também demonstrou aumento das ocorrências de eventos adversos relacionados ao uso do medicamento. Foi possível ainda identificar que não há dados científicos que demonstrem que concentrações de até 10 mg do medicamento mereçam um critério regulatório diferenciado”, afirmou o órgão regulador em comunicado.

A resolução passa a valer no dia 1º de agosto. Segundo a Anvisa, o prazo foi definido para evitar que os pacientes tenham alguma descontinuidade no tratamento. EC

 

 

Inter prevê gastar R$ 35 milhões para recuperar Beira-Rio e CT Parque Gigante

Vista aérea do estádio Beira-Rio inundado do Internacional, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, em 7 de maio de 2024. Desde que o dilúvio sem precedentes começou na semana passada, pelo menos 90 pessoas morreram e mais de 150 mil foram expulsos de suas casas por enchentes e deslizamentos de terra no estado do Rio Grande do Sul, disseram as autoridades. ANSELMO CUNHA/AFP
Vista aérea do estádio Beira-Rio inundado do Internacional, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, em 7 de maio de 2024. (Crédito: AFP)

A direção do Internacional avalia que a enchente no Rio Grande do Sul, que causou prejuízos ao estádio Beira-Rio e ao CT Parque Gigante, gere um prejuízo estimado de R$ 35 milhões. O clube gaúcho, no entanto, acredita que o valor pode subir após avaliação das perdas em seu centro de treinamento.

O valor também abarca as futuras despesas do clube com viagens para treinar longe do Rio Grande do Sul, o que inclui hospedagem e alimentação da delegação do time. “Nesse momento é muito difícil a gente falar em números e ter assertividade em relação a valores. Mas esse número de R$ 35 milhões é uma ordem que a gente pode chegar incluindo esses custos operacionais extras que a gente vai ter por não poder jogar no beira-rio”, afirma Victor Grunberg, vice-presidente do Inter.

O dirigente informou que o clube ainda não conseguiu avaliar as perdas em seu CT. “O Parque Gigante tem algumas perspectivas ainda. Temos que aguardar um pouco para entender o que aconteceu lá no CT e mensurar a questão de equipamentos”, declarou.

Grunberg apresentou detalhes sobre os estragos causados pela enchente no estádio. “Nós tivemos uma perda importante no nosso campo. A água chegou a 60 centímetros. Com isso, perdemos o plantio da grama de inverno. A grama de verão se mantém, mas a gente inicia agora um trabalho agora do plantio da grama de inverno. Vai levar um tempo de cerca de 45 a 60 dias”, afirmou.

De forma geral, a água alcançou parte das arquibancadas do Beira-Rio. “A água chegou a cerca de 1,00 m, 1,20 m, todo nível um do estádio. Para explicar para o torcedor, chegou até a segunda fileira de cadeiras no estádio, que ficou bastante tempo com a água nessa posição. Os bancos da casamata (banco de reserva) saíram da casamata, estavam na metade do gramado. São imagens que doem, vermos nosso patrimônio assim.”

O vice do Inter projeta que o estádio possa voltar a receber jogos num prazo de ao menos dois meses. “Entre 60 e 90 dias. Eu não quero me comprometer com esse prazo, porque a água está baixando agora e a gente vai conseguir entender o real tamanho de tudo o que aconteceu.”

A limpeza do local, na sua avaliação, poderá ser iniciada em até um mês. “Imaginamos que dentro de 30 dias, 45 dias, a gente consiga fazer a limpeza do estádio e a reconstrução da parte de mobília e a parte elétrica. Sabemos que vai haver muita demanda, tem muita gente necessitando reconstruir. Estimamos um prazo de 45 até 90 dias para que essas áreas sejam reconstruídas.” EC

 

Filhote de vaca mais valiosa do mundo é arrematada por R$ 3 milhões em leilão para ajudar o RS

Viatina é considerada a bovina mais valiosa do mundo pelo Guinness Book após ter sido comprada por R$ 22 milhões
Viatina é considerada a bovina mais valiosa do mundo pelo Guinness Book após ter sido comprada por R$ 22 milhões (Foto: Divulgação)

Uma prenhez da vaca mais valiosa do mundo, como é chamado o filhote bovino que ainda está em gestação, foi leiloada nesta quarta-feira (15) para ajudar as vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul. A filhote tem previsão de nascer em dezembro.

Ela foi arrematada por 30 cotas de R$ 100 mil, somando R$ 3 milhões. Segundo os organizadores do leilão solidário, este é um valor “histórico” para uma prenhez. “Ela foi cotizada e comprada por um condomínio de vários criadores”, explicou o assessor técnico do leilão, Heitor Pinheiro Machado.

A filhote é valiosa porque descende da vaca Viatina-19 FIV Mara Móveis, considerada a bovina mais valiosa do mundo pelo Guinness Book após ter sido comprada em junho do ano passado por US$ 4,38 milhões (cerca de R$ 22 milhões). A vaca da raça Nelore nasceu em Nova Iguaçu de Goiás (GO) foi vendida com 53 meses.

O leilão solidário também teve outros animais e embriões disponíveis para arremate, além de uma escultura do piloto Ayrton Senna, pinturas, uma tonelada de ração, uma camisa autografada do Grêmio e um violão autografado pela dupla César Menotti e Fabiano.

No total o evento arrecadou R$ 5,75 milhões, que serão integralmente doados para a recuperação do estado gaúcho.  IstoÉ Dinheiro

 

Vice do RS pede perdão de dívida e ‘ações enérgicas’ do Planalto

O vice-governador do Rio Grande do Sul, Gabriel Souza (MDB), agradeceu a suspensão da dívida do estado com a União, mas disse que a medida proposta pelo governo federal não será suficiente. A declaração foi dada em entrevista à IstoÉ.

Segundo Souza, a suspensão é válida, mas o desejo do governo estadual era que os R$ 11 bilhões fossem perdoados pela União. De acordo com o emedebista, há preocupações sobre como o estado estará daqui a 36 meses.

“A cada hora que passa, alguma coisa nova é destruída. O Rio Grande do Sul é a 4ª economia nacional, com 11 milhões de brasileiros que aqui moram, que precisam urgentemente de uma reconstrução. Isso não será possível sem a ajuda do governo federal”, afirma.

“Estamos solicitando que o governo considere quitada a dívida durante a suspensão do pagamento das parcelas. Nós não vamos deixar de gastar o dinheiro da parcela, vamos ter que usar o dinheiro para reconstruir o estado. De certa forma, seria uma maneira do governo federal estar enviando recursos para cá. Ou seja, além de tudo que foi anunciado, queremos que o período seja considerado quitado”, conclui.

Nesta semana, o governo federal anunciou a suspensão da dívida de R$ 96 bilhões durante três anos. Além dos R$ 11 bilhões adiados, o governo prometeu perdoar os juros sobre as parcelas, cerca de R$ 12 bilhões.

Souza ressaltou que serão necessários mais auxílios para reconstruir o estado. Sem citar estipular valores concretos, o vice de Eduardo Leite (PSDB) acredita que será necessário mais pelo menos R$ 50 bilhões para retomar as operações do estado. Só em infraestrutura, são esperados gastos de cerca de R$ 20 bilhões.

“Primeiro é a questão da dívida. O segundo é o envio massivo de recursos para que o Rio Grande do Sul faça obras de reconstrução. O cálculo preliminar está em R$ 20 bilhões em infraestrutura. Os R$ 11 bilhões não serão suficientes”.

O emedebista ainda cobrou ações mais “enérgicas”, como as adotadas na pandemia de Covid-19. Segundo ele, são necessários auxílios para as empresas que perderam as operações e vendas com as enchentes.

“Na pandemia, não tivemos a destruição de agora. A ação tem que ser mais efusiva que na pandemia, na nossa opinião. Inclusive com auxílios emergenciais não só ao estado, municípios, mas também para pessoas e empresas. Muitas empresas não conseguem voltar a funcionar, foram inundadas, perderam equipamentos. Os funcionários não conseguem sair de casa”, declarou.

À IstoÉ, o vice-governador do Rio Grande do Sul eximiu o governo estadual da culpa pela gestão do muro do Rio Guaíba, mas garantiu a participação na concessão do Cais Mauá, responsável pelo plano antienchente em Porto Alegre. Outra medida cogitada é a retirada de comunidades de locais de risco para evitar novos deslizamentos.

“O muro da Mauá e todo o sistema de prevenção é administrado pela prefeitura. O que temos em nosso horizonte é a concessão do Cais Mauá. Foi feito um leilão e essa concessão prevê um sistema mais moderno que será posto em funcionamento pelo concessionário de diques e prevenção de enchentes na capital”, afirmou.

As chuvas no Rio Grande do Sul já provocaram 151 mortes e 806 feridos. Segundo a Defesa Civil, 104 pessoas seguem desaparecidas e 538 mil estão desabrigadas ou desalojadas. EC

 

RS: Lagoa dos Patos sobe 30 centímetros em 48 horas e bate recorde histórico de 1941

O nível da Lagoa dos Patos, no Rio Grande do Sul, subiu 30 centímetros em 48 horas e atingiu 2,80 metros na manhã desta quinta-feira, 16, batendo assim o recorde histórico de 1941. Com isso, a água avança sobre cidades do estado, principalmente Pelotas e São Lourenço do Sul.

O nível da lagoa tem aumentado por conta das fortes chuvas que atingem o estado gaúcho desde a última semana de abril. Houve um breve cessar nos temporais por conta de uma frente fria, mas, segundo o Climatempo, ela já está se deslocando para o mar e, por conta disso, há previsão de que volte a chover.

A Lagoa dos Patos está acima da sua cota de inundação, que é de 1,30 metros, há mais de duas semanas por causa do volume de água que vem de outras lagoas na região central e na metade norte do estado.

Em decorrência disso, tanto a prefeitura de Pelotas quanto a São Lourenço do Sul emitiram alertas para situação de cheias. IstoÉ

 

Correios suspendem coleta de doação de roupas para o RS; entenda

As agências dos Correios suspenderam temporariamente o recebimento de roupas para doação às vítimas da tragédia climática no Rio Grande do Sul. De acordo com a empresa, cerca de 70% dos donativos até o momento foram de peças de roupas.

A estatal ressalta que continua recebendo outros itens para doação como água, alimentos da cesta básica, ração para pets, material de limpeza seco e de higiene pessoal.

As doações podem ser realizadas em todas as agências dos Correios do Brasil para serem transportadas, gratuitamente, para a Defesa Civil no Rio Grande do Sul.

Ainda conforme a empresa, até quarta-feira, 15, cerca de 11 mil toneladas de doações já haviam sido recebidas pelos Correios. Desse total, cerca de 3 mil toneladas já foram entregues à Defesa Civil, em Porto Alegre. A empresa realiza gestão logística do restante da carga, liberada conforme orientação da Defesa Civil.

O que doar (por ordem de prioridade)

  • Água;
  • Itens de cesta básica (verifique a validade de todos os itens e não doe se estiverem vencidos ou perto do vencimento);
  • Fraldas (geriátrica e infantil);
  • Itens de higiene pessoal (escova de dente, creme dental, sabonete, absorventes, papel higiênico);
  • Itens de limpeza (secos, como sabão em barra, sacos de lixo, panos de limpeza, luvas, escova de limpeza, esponjas).

Dicas para facilitar a triagem das doações

  • Cestas básicas devem ser entregues já fechadas ou com os alimentos reunidos em sacos transparentes.
  • O ideal também é que os itens de higiene pessoal sejam entregues já reunidos em kits, em sacos transparentes.
  • Separe os itens por categorias e coloque em caixas ou sacolas que podem ser fechadas/amarradas.
  • Coloque em caixas ou sacola com boa vedação, com cuidado para não haver rasgos ou furos.

Voluntários

Os Correios também estão recrutando voluntários para auxiliar na triagem de doações nos estados de São Paulo, Paraná e Distrito Federal. O apoio é necessário nos municípios paulistas de Cajamar e Guarulhos; nas cidades paranaenses de Curitiba, Cascavel e Londrina; e no Setor de Oficinas Sul, em Brasília (DF).

As inscrições podem feitas pelos e-mails [email protected] (Brasília) e [email protected] (Paraná), e pelo formulário neste link (São Paulo), e devem conter nome completo e telefone de contato. Informações e dúvidas sobre a atuação de voluntariado também podem ser enviadas a esses e-mails. IstoÉ

 

 

Desestimulo à mentira

Naturalizar a mentira e o embuste é tornar-se cúmplice da impostura. Por isso, não tolere a patifaria, a tramoia, a velhacaria. Mentir não é liberdade de expressão, mas engodo, enganação. O mitômano, mentiroso compulsivo, se alimenta da mentira e a insere na sua realidade. Por vezes, acaba acreditando, de tanto repeti-la, na falsidade patológica que criou. Não estimule e nem compartilhe mentiras. Aja com responsabilidade. Verifique conteúdos antes de replicá-los. É uma questão de honestidade intelectual e decência.

JRDO, em 16 de maio de 2024. @joserobertodantasoliva

 

 

 

 

Mortes no Rio Grande do Sul aumentam para 151

O número de mortes confirmadas no Rio Grande do Sul decorrentes das fortes chuvas que caem no estado desde o fim de abril subiu para 151, conforme boletim divulgado pela Defesa Civil do estado nesta quinta-feira (16).

O governo orienta os atingidos a verificarem se os nomes de pessoas com o óbito confirmado constam na lista de 104 desaparecidos disponível no site do órgão. Caso conste da lista, a pessoa deve procurar uma delegacia da Polícia Civil para regularizar os dados, com a retirada do nome da lista de desaparecidos.

As enchentes deixaram 806 feridos.

As enchentes, que até o momento deixaram 806 feridos, afetam 458 dos 497 municípios do Rio Grande do Sul. O número de pessoas atingidas também tem aumentado. Ao menos 20,95% da população do estado foi afetada de alguma forma pelas consequências dos temporais. São mais de 2,28 milhões de pessoas dos 10,88 milhões de habitantes do estado.

Até o momento, 76.620 pessoas e 11.932 animais silvestres e domésticos foram resgatados. Na manhã desta quinta-feira, o número de pessoas ainda fora de casa pelas cheias ultrapassou os 615,3 mil, sendo 77.199 pessoas vivendo em um dos mais de 830 abrigos no estado e mais 538,1 mil desabrigados. Agência Brasil

 

Vagas de estágio oferecem bolsa-auxílio de até R$ 900 para estudantes de diversas escolaridades no Oeste Paulista

Ciee disponibiliza vagas de estágio para Presidente Prudente (SP) e região — Foto: Bruna Bonfim/g1
Ciee disponibiliza vagas de estágio para Presidente Prudente (SP) e região — Foto: Bruna Bonfim/g1

O Centro de Integração Empresa-Escola (Ciee) de Presidente Prudente (SP) está com vagas abertas nesta quinta-feira (16), para universitários e aprendizes no Oeste Paulista.

Há chances para as seguintes áreas:

  • Direito: alunos cursando do 2° ao 6° semestre. São 30 horas semanais e o valor da bolsa-auxílio é de R$ 900. O candidato deve residir em Adamantina (SP) ou região.
  • Design: alunos cursando do 1° ao 6° semestre. São 30 horas semanais e o valor da bolsa-auxílio é de R$ 800. O candidato deve residir em Presidente Prudente ou região.
  • Administração: alunos cursando do 3° ao 6° semestre. São 30 horas semanais e o valor da bolsa-auxílio é de R$ 800. O candidato deve residir em Regente Feijó (SP) ou região.
  • Comunicação Social: alunos cursando do 1° ao 6° semestre. São 20 horas semanais e o valor da bolsa-auxílio é de R$ 700. O candidato deve residir em Presidente Prudente ou região.
  • Administração: alunos cursando do 1° ao 6° semestre. São 30 horas semanais e o valor da bolsa-auxílio é de R$ 800. O candidato deve residir em Adamantina ou região.
  • Aprendizes de até 21 anos formados no Ensino Médio: são 30 horas semanais e o valor da bolsa-auxílio é de R$ 633,39. O candidato deve residir em Presidente Prudente ou região. Quando admitido, o candidato atuará na área de produção.

Serviço

O Ciee solicita que os jovens fiquem atentos ao celular, pois a instituição oferece as vagas através de ligação telefônica pelo número (18) 3003-2433.

Mais informações sobre as oportunidades podem ser consultadas pela internet ou pelo mesmo telefone. G1/Prudente

Presidente Venceslau tem mais uma loja de tintas, a Mundo das Cores

Mundo das Cores, Tintas e Revestimento, fachada da loja na Rua Regente Feijó. TM/AMN
O empresário Fernando Henrique da Silva, dono da Mundo das Cores. TM/AMN

Este é Fernando Henrique da Silva, jovem empresário e proprietário da Mundo das Cores Tintas e Revestimentos em Presidente Venceslau. A loja, localizada na Rua Regente Feijó, 187, está aberta há três meses.

Após uma trajetória de 11 anos trabalhando em duas importantes empresas do setor em Presidente Prudente e Presidente Venceslau, Fernando decidiu investir em sua própria loja. “Tenho bastante experiência nesta área e consigo sugerir bons produtos aos clientes. Quando alguém constrói uma casa, percebemos que essa pessoa está realizando um sonho. Esse sonho só se torna completo com uma boa pintura, e é aí que entramos, oferecendo produtos de extrema qualidade”, disse Fernando.

A Mundo das Cores vende produtos das marcas LuksColor, Brasilux e Suvinil, além de oferecer uma vasta gama de opções para pintura e revestimentos. O laboratório da loja pode reproduzir a cor preferida do cliente em mais de 10 mil tons, com pronta entrega em poucos minutos.

A loja oferece a opção de pagamento em até 12 vezes no cartão ou à vista com 10% de desconto. Vale a pena conhecer a nova loja Mundo das Cores na Rua Regente Feijó, 187, em Presidente Venceslau.  Celular e WhatsApp 18 99677 0863. AMN

Gasolina mais cara acelera inflação ao consumidor no IGP-10 de maio, diz FGV

O aumento de 1,44% na gasolina exerceu a maior pressão sobre a inflação ao consumidor medida pelo Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) de maio, informou nesta quinta-feira a Fundação Getulio Vargas (FGV). O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-10) acelerou de uma elevação 0,21% em abril para uma alta de 0,39% em maio.

Quatro das oito classes de despesa registraram taxas de variação mais altas: Educação, Leitura e Recreação (de -1,72% em abril para -0,51% em maio), Transportes (de 0,19% para 0,64%), Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,49% para 0,78%) e Comunicação (de -0,21% para 0,57%). As principais contribuições partiram dos itens: passagem aérea (de -10,60% para -3,71%), gasolina (de -0,07% para 1,44%), medicamentos em geral (de 1,16% para 2,66%) e tarifa de telefone móvel (de 0,36% para 1,90%).

Na direção oposta, as taxas foram mais baixas nos grupos Habitação (de 0,54% para 0,26%), Alimentação (de 0,73% para 0,53%), Vestuário (de 0,05% para -0,02%) e Despesas Diversas (de 0,19% para 0,16%). As maiores influências foram os itens: aluguel residencial (de 2,07% para 1,19%), frutas (de 3,61% para 0,98%), calçados (de 0,07% para -0,35%) e serviços bancários (de 0,34% para 0,04%). EC

 

Minério de ferro e soja mais caros pressionam inflação no atacado no IGP-10 de maio

Os aumentos nos preços do minério de ferro (11,70%) e da soja (4,73%) exerceram as principais pressões sobre a inflação no atacado dentro do Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) de maio, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quinta-feira, 16.

O IGP-10 passou de uma queda de 0,33% em abril para uma alta de 1,08% em maio. O índice acumulou uma redução de 1,27% em 12 meses. EC

 

Agropecuária-COnfiança-1