Rússia adia referendo

Até sábado passado, o número de casos do novo coronavírus na Rússia intrigava especialistas e levantava suspeitas de que o governo estaria escondendo a doença: apenas 306 infectados e nenhum morto no país com 146 milhões de habitantes, que faz fronteira com a China e alguns países da Europa. Quatro dias depois, com 658 casos notificados, o presidente Vladimir Putin se rendeu à pandemia e adiou o referendo de 22 de abril sobre a mudança na Constituição — seu projeto político, que, se aprovado, lhe permitirá ficar no cargo até 2036. Até então, o governo dizia ter a situação sob controle, sem necessidade de impor distanciamento social aos russos.

G1
09:20:03

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *