Rio vai enviar representante ao GP de Mônaco para negociar com a Fórmula 1

Os empresários do consórcio Rio Motorsport, responsável pelo projeto do novo autódromo do Rio, vão se reunir na próxima semana com o chefão da Fórmula 1, Chase Carey, para avançar na tentativa de fazer a cidade ser a futura sede do GP do Brasil. O encontro está marcado para Montecarlo, onde a categoria realiza no domingo, dia 25, a sexta etapa da temporada 2019, o GP de Mônaco.

O diretor executivo do Rio Motorsport, JR Pereira, embarca para a Europa na próxima semana para o primeiro encontro com Carey depois de o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, assinar um termo de compromisso para a construção de novo autódromo e demonstrar apoio à entrada do Rio no calendário da Fórmula 1. O chefe da categoria conheceu detalhes do projeto da pista carioca em novembro do ano passado, quando viajou à capital fluminense logo depois do GP do Brasil.

Para junho, está prevista uma outra reunião de Carey sobre o GP do Brasil. Dessa vez o dirigente vai para São Paulo, onde vai se encontrar com o prefeito da cidade, Bruno Covas. O objetivo da reunião será avançar na negociação para renovar o contrato de realização da prova em Interlagos. O acordo atual é válido somente até 2020.

O plano carioca de receber a Fórmula 1 consiste em viabilizar a construção de um novo autódromo em Deodoro. O projeto aprovado pela prefeitura foi elaborado pelo consórcio Rio Motorsport e prevê um investimento de R$ 700 milhões com recursos privados e a concessão do espaço por 30 anos. A pista foi desenhada pelo arquiteto alemão Hermann Tilke e teria uma estrutura para receber 130 mil pessoas.

Estadão Conteúdo
11:30:03

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *