Ponto final

Três dias após começar a trocar farpas publicamente com o secretário de Governo, Luiz Eduardo Ramos, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse no domingo (25) em uma rede social que pediu desculpas ao colega.

A divergência entre eles começou depois da uma reportagem publicada pelo jornal “O Globo”, em que foi citado que Salles “esticava a corda” com a ala militar para testar a blindagem dada pelo presidente. O texto foi publicado logo depois que Salles mandou suspender a ação de agentes do Ibama em áreas do país onde há incêndios e alegou falta de recursos. Os militares desaprovaram a medida, que foi encarada como provocação, já que o chefe do Conselho da Amazônia é o vice-presidente Hamilton Mourão, que é general da reserva do Exército e não foi consultado sobre o tema.

Na ocasião, o ministro Salles acusou Ramos de ser “maria fofoca”, o que gerou reação dos líderes do Congresso em defesa de Ramos, que atua na articulação do presidente Bolsonaro.

Por fim, Salles pediu desculpas pelo que chamou de “excesso” e, segundo ele, foi colocado um ponto final no assunto.

G1
13:40:02

1 Comment

  1. O Jornal Nacional fechou a trinca dos papagaios da Lava Jato opinando sobre qualquer assunto! Deu palco para Barroso, Aires Brito e Sergio Moro darem pitacos sobre constituinte! A próxima pauta para ressuscitar o defunto da Lava Jato vai sobre rachadinhas……….? A Globo força encaixar opinião do Moro em tudo, até em matéria constitucional que como sabemos está longe de ser propriamente uma especialidade dele…….O ex Juiz se mostrou um completo analfabeto funcional sobre direito penal imagine então essa sumidade terraplana do direito opinando sobre constituição! pois então o Jornal Nacional conseguiu dar palco para maluco! A família marinho tem tesão obsessivo nesse Jeca de Maringá só pode!!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: