Perícia do incêndio no Museu Nacional

O laudo pericial produzido pela Polícia Federal, e divulgado no último sábado (23), parece ter descobrido a causa do incêndio que destruiu o Museu Nacional em setembro de 2018. Um curto-circuito, provocado pelo superaquecimento em um aparelho de ar-condicionado é apontado, segundo o realtório, como a causa do fogo que destruiu grande parte do acervo de 12 mil peças históricas. Ao que tudo indica, o início do incidente ocorreu no segundo andar do prédio, na sala em que ficava a reprodução do esqueleto do dinossauro Maxakalisaurus topai.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
10:50:30

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *