Huck se encontra com Moro e intensifica conversas por 2022

Enquanto a eleição de 2022 não chega, o apresentador de TV Luciano Huck faz movimentos à esquerda e à direita em busca de articulação para uma eventual candidatura à Presidência da República. Nos últimos meses, Huck se reuniu com o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), políticos, pesquisadores e representantes de setores empresariais. O encontro mais recente ocorreu com o ex-ministro da Justiça e ex-juiz da Lava Jato, Sérgio Moro, e foi visto com ressalvas pelos conselheiros e articuladores do projeto eleitoral de Huck.

O núcleo que acompanha os movimentos do apresentador vê Moro como um nome ainda muito ligado à direita. Embora tenha rompido com o presidente Jair Bolsonaro, sua passagem recente pelo governo federal poderia tirar o caráter centrista que os apoiadores de Huck gostariam de dar a uma eventual candidatura. O encontro entre os dois, que ocorreu no último dia 30 no apartamento de Moro, em Curitiba, foi revelado ontem pelo jornal Folha de S.Paulo. O Estadão confirmou que eles almoçaram juntos.

Presidente do Cidadania, o ex-deputado Roberto Freire, que já abriu as portas do partido para Huck e tem atraído líderes de movimentos de renovação, disse ao Estadão que já sabia que Huck se encontraria com Moro. Ele defendeu o diálogo, apesar das diferenças políticas que tem com o ex-juiz, e afirmou que a prioridade para 2022 deve ser combater Bolsonaro.

“(Uma eventual união de Huck com Moro) é problemática? Claro que sim, mas (o debate) tem que começar agora para dar tempo de as pessoas se convencerem de que é importante unir oposições democráticas contra o bolsonarismo. Veja o que os Estados Unidos fizeram. Não vejo convergência entre meu partido e o Moro, mas prefiro a direita lavajatista do que Bolsonaro. Se a pessoa quiser se integrar, não podemos excluí-la por causa das companhias com quem ela andava”, afirmou.

Estadão Conteúdo
09:30:02

1 Comment

  1. A crise que afeta a classe média começa após o GOLPE de 2016, mas para a Globo que apoiou o GOLPE a culpa é da Dilma! E a politica econômica de Bolsonaro e Guedes que não gera emprego nem investimentos sequer foi atacada no Fantástico! Por isso não tem frente ampla com a Globo! Há uma semana das eleições a Globo faz matéria no Fantástico culpando o PT por tudo de ruim no país e isolando os Golpistas Bolsonaro e ela mesma pela falta de perspectiva que o país vive graças a agenda neoliberal imposta! Por isso não tem trégua com a Globo! foi só o Sergio Moro largar a garrafa de Whiski e se oferecer para chapa com Luciano Huck os jornalistas da panelinha do Ali Kamel voltaram a atacar Dilma no mesmo dia!!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: