Diretor do Corinthians admite excesso de contratações e diz que alertou Sanchez

O diretor adjunto do Corinthians, Jorge Kalil, admitiu que a equipe alvinegra, que enfrenta dificuldades financeiras, contratou mais do que deveria no ano passado. O clube se arriscou em trazer “promessas”, que hoje não fazem parte do elenco principal. Segundo ele, isso foi um erro, mas faz parte da filosofia do presidente Andrés Sanchez.

“O Corinthians contratou para ver se dá certo. Não posso concordar, por mais ‘situação’ que eu seja. Faço mea-culpa, mas não concordo. Acho que erramos ao trazer a quantidade que trouxemos (de jogadores) que são promessas”, disse Kalil, em entrevista ao PodcasTimão.

“As realidades que nós trouxemos, que já fazem parte do time, entram nos jogos, é uma quantidade muito menor se comparado a quantidade de atletas que foram comprados. Esse foi um erro. Eu admito que foi um erro. A gente não deveria ter feito”, declarou o dirigente.

Kalil ainda disse que externava sua preocupação em relação as excessivas contratações com o presidente Andrés Sanchez, mas, mesmo assim, Andrés insistia na aquisição de “promessas”.

Estadão Conteúdo
11:45:03

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: