Comentando

A IMPORTÂNCIA DE UM AME NA CIDADE
Dias atrás conversei com um rapaz que trabalha no sistema de triagem para pessoas que precisam de tratamento de saúde numa cidade próxima de Presidente Prudente. Como nos conhecemos há tempos, o diálogo passou por vários assuntos, até chegar no do trabalho de cada um. Quando disse que estava nesta área de saúde, me perguntou como se encontrava o projeto de implantação do AME em Presidente Venceslau. Falei tudo o que estava acontecendo para ele e depois o ouvi.

Ele disse que na cidade em que mora, todos torcem demais para que o AME seja instalado em Presidente Venceslau, pois as pessoas daquela cidade sofrem com a alta demanda regional que vem do extremo oeste, cidades como Presidente Epitácio, Caiuá, Marabá, Piquerobi e Santo Anastácio para o AME de Presidente Prudente, atrasando as consultas e causando problemas diversos.

Como saúde é algo muito sério, chega a ser desesperador a espera individual de quem está em dúvida com o que vem acontecendo com o seu corpo. É angustiante não só para o doente, mas para todas as pessoas que estão à sua volta. Por isso, o governo precisa olhar com mais cuidado a este detalhe. Uma informação cotidiana desta, vinda de um funcionário de triagem de outra cidade, considerada distante de Presidente Venceslau, demonstra a necessidade urgente da criação do AME em Presidente Venceslau, para qual, dispomos de uma situação geográfica privilegiada, ou seja distante 36 quilômetros de Presidente Epitácio, 45 de Mirante do Paranapanema, 30 de Marabá Paulista, e 15 de Caiuá e Piquerobi. Quer dizer, tudo fica mais fácil.

O duro é ficar a mercê de confrontos políticos considerados “melindres”. O governo do estado tem dinheiro de sobra para implantar um AME em Presidente Venceslau e dá para perceber que não o faz simplesmente porque foi uma ideia e promessa do candidato anterior. Inteligente, sagaz e marqueteiro, João Doria poderia tirar o AME da manga da camisa e instalar em Presidente Venceslau, conquistando de cara mais de 120 mil pessoas que vivem no extremo oeste.

Na ida dos vereadores de Presidente Venceslau até São Paulo nesta semana, tivemos a informação de que há possibilidade de que isto venha a acontecer no ano que vem. Tomara que tudo o que vem sendo feito sensibilize as autoridades e tragam maior conforto e menos preocupação na cabeça das pessoas que estiverem, mesmo distantes, passando por triagem para um atendimento público de saúde. Que Venha o AME venceslauense!

11:56:11

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *