Brasil e Itália revivem rivalidade histórica em jogo decisivo no Mundial Sub-17

O Mundial Sub-17, disputado no Brasil, terá na noite desta segunda-feira um encontro entre dois dos países mais tradicionais da história do futebol. No estádio Olímpico, em Goiânia, às 20h, a seleção brasileira decide vaga na semifinal contra a Itália, em uma partida que servirá para os garotos sentirem o peso da antiga rivalidade entre equipes que já decidiram duas vezes a Copa do Mundo.

Embora estejam em campo nesta fase de quartas de final jogadores nascidos a partir de 2002, todos cresceram e passaram a gostar de futebol marcados por histórias e relatos de como a rivalidade entre Brasil e Itália se formou. Os países se enfrentaram em Copas do Mundo em 1938, 1970, 1978, 1982 e 1994, com superioridade brasileira: a Itália se deu bem duas vezes, ante três vitórias do Brasil.

Neste Mundial sub-17 o Brasil vai às quartas de final com uma campanha perfeita, com quatro vitórias em quatro jogos. A equipe do técnico Guilherme Dalla Déa passou na fase de grupos por Canadá, Nova Zelândia, Angola e, por último, o Chile, pelas oitavas. Os italianos tiveram uma trajetória com vitórias na primeira fase sobre Ilhas Salomão e México e derrota para o Paraguai. No mata-mata, a equipe superou o Equador por 1 a 0.

A seleção brasileira terá de superar a ausência do principal jogador. O atacante Talles Magno, com lesão na coxa direita, não vai jogar mais o Mundial e a partir de agora terá como substituto o meia Pedro Lucas, do Grêmio. Os italianos têm como destaque o meia Degnand Gnonto, da Inter de Milão, autor de três gols na competição e com apenas 16 anos recém-completados.

Estadão Conteúdo
12:00:03

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *