Bolsonaro recebe no Planalto corregedor de tribunal que julgará caso de Flávio

O presidente Jair Bolsonaro conversou por cerca de duas horas nesta sexta-feira, 20, com o corregedor-geral do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), desembargador Bernardo Moreira Garcez Neto. O magistrado é integrante do Órgão Especial do tribunal, o mesmo que vai decidir se aceita ou não a denúncia contra o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos). O filho “Zero Um” do presidente é acusado de comandar um esquema de “rachadinha” em seu gabinete da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), quando era deputado estadual.

O desembargador deixou o Palácio do Planalto por voltas das 16h e não respondeu às perguntas da imprensa. Na saída da sede do governo, Garcez chegou a se esconder atrás de uma pilastra para não ser abordado por jornalistas. Em nota divulgada por volta das 18h20, o Tribunal de Justiça informou que “não foram tratados assuntos relacionados a processos judiciais.”

11:40:02

3 Comments

  1. Pelas minhas contas e soma de toda corrupção do Flávio Bolsonaro já daria pra comprar uns 15 Triplex do Guarujá uns 8 sítios de Atibaia e uma frota de pedalinhos que lotaria o Lago Paranoá em Brasília e ele é só o primeiro dos 4 filhos do Capitão Cloroquina! No fim Moro não era Juiz mas cabo eleitoral, João não era de Deus mas um estuprador, Liz não era flor mas assassina, e o Jair não era o Messias MAS um corrupto que adorava e fazia rachadinhas?

  2. Assim como ele indicou o Aras, que passou ser mais um dos frequentador assíduo do Planalto, esse desembargador tinha motivo zero para essa reunião, será que conseguiu coagir, tudo indica que sim, porque qual o motivo para se esconder?

  3. Vcs são tds Esquerdopatas …..vc Toninho tah kda dia mais ridícula, vc está acabando com sua história aos poucos…..

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: