Argentina bate Equador com gol de Messi e atuação ruim nas Eliminatórias

Sem correr riscos, mas também sem qualquer brilhantismo, a Argentina começou a busca por uma vaga na Copa do Mundo de 2022 com uma vitória magra. Com um gol de Messi de pênalti nos minutos iniciais do primeiro tempo, derrotou o Equador por 1 a 0, na La Bombonera, pela rodada inicial das Eliminatórias Sul-Americanas.

Apesar de ter triunfado, a Argentina teve uma atuação apagada. Nunca conseguiu acelerar o jogo, marcou o seu gol graças a um pênalti questionável marcado pela arbitragem e exibiu pouca vontade para ampliar o placar. E se não teve sua meta ameaçada, isso também se deu pela nulidade ofensiva que foi a equipe equatoriana na noite desta quinta.

As seleções voltarão a jogar na próxima terça-feira. No Hernando Silles, em La Paz, às 17 horas, a Argentina visitará a Bolívia, em busca do seu segundo triunfo nas Eliminatórias. Uma hora depois, no Casa Blanca, em Quito, o Equador receberá o Uruguai, tentando se reabilitar no qualificatório.

O JOGO – Com o Monumental de Nuñez em reforma, a Argentina atuou em um estádio diferente ao usual e entrou em campo com uma formação jovem, tanto que Acuña, Messi e Otamendí eram os únicos titulares que já haviam atuado pelas Eliminatórias. E também não tinha Dybala, com problemas gastrointestinais, o que rendeu a Ocampos uma chance no setor ofensivo com o técnico Lionel Scaloni.

Já o Equador estreava o técnico Gustavo Alfaro, que tinha trabalhado como técnico pela última vez no comando do Boca Juniors. E escalou dois jogadores que estão no futebol brasileiro: o zagueiro são-paulino Arboleda e o meio-campista Alan Franco, do Atlético Mineiro.

Foi com Ocampos que a Argentina começou a encaminhar o seu triunfo, logo aos dez minutos, quando a arbitragem marcou pênalti após carrinho de Estupiñán. Messi bateu no canto esquerdo e fez 1 a 0, aos 12. Só que aí a seleção parou, pois mesmo com mais posse de bola, não finalizaria mais sequer uma vez na primeira etapa. E como não tinha a defesa ameaçada, o primeiro tempo não teve mais qualquer emoção.

Estadão Conteúdo
10:45:03

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: